BRAIP ads_banner

Chama olímpica para jogos de Paris é acesa, na Grécia

CasaNotícias

Chama olímpica para jogos de Paris é acesa, na Grécia

Barcelona-EQU x São Paulo: Era Zubeldía inicia com maratona de jogos decisivos
Antes de enfrentar o Cruzeiro, Alianza havia feito um gol em seis jogos
Abel e gestor do Palmeiras reclamam de jogos fora do Allianz Parque

Paris 2024 está chegando! Nesta terça-feira (16), aconteceu em Olímpia, na Grécia a cerimônia com acendimento da chama olímpica que faz parte da tradição da competição. Faltando 101 dias para o começo da Olimpíada, a tocha vai circular pelos territórios franceses.

A chama é acesa em frente às ruínas do templo de Hera. Uma atriz representa a alta sacerdotisa e utiliza um recipiente parabólico, conhecido como Skaphia, que reflete os raios solares para acender a chama. Porém, sem sol, a chama usada já estava acesa.

Após a cerimônia, a chama segue até o Coubertin Grove, um memorial que abriga a Academia Olímpica Internacional, em Olímpia. Assim, começará um revezamento com 550 pessoas durante 11 dias até a capital grega, Atenas, no Estádio Panatenaico. O evento é uma referência a entrega oficial da chama para o Comitê Organizador dos Jogos. Dali, a chama seguirá para a França e tem a previsão de chegar em Marselha no dia 8 de maio.

O revezamento terá 68 etapas, percorrerá 400 cidades francesas e territórios ultramarinos como a Guiana Francesa, Nova Caledônia, Reunião, Martinica, Polinésia Francesa e Guadalupe.

As Olimpíadas surgiram na Grécia Antiga, por volta de 776 a.C., em Olímpia, no sudoeste da Grécia. Os jogos eram associados a rituais religiosos com homenagens ao deus Zeus e também eram conhecidos por paralisar os conflitos na região.

Na era moderna, o Barão Pierre de Coubertin foi responsável por retomar os jogos em 1896. Esta será a terceira edição em Paris. A cidade já recebeu os jogos em 1900 e 1924.



Fonte: Externa

BRAIP ads_banner