BRAIP ads_banner

IA generativa: rumo a uma receita de US$ 1,3 trilhão até 2032

CasaNotícias

IA generativa: rumo a uma receita de US$ 1,3 trilhão até 2032

Governo do RS planeja vacinar contra gripe toda a população em abrigos até a próxima segunda
Ativos ESG devem ultrapassar US$ 40 trilhões até 2030, ancorando os mercados de capitais
Congelamento de óvulos: procedimento é recomendado até qual idade?

Análise realizada por Mandeep Singh e Anurag Rana, analistas setoriais sênior da Bloomberg Intelligence, com contribuições de Nishant Chintala, Charles Shum e Steven Tseng. Exibido antes no Terminal Bloomberg.

A inteligência artificial generativa está prestes a ser um mercado de US$ 1,3 trilhão até 2032, impulsionando as vendas para os segmentos de hardware, software, serviços, publicidade e jogos da indústria de tecnologia a uma taxa anual composta de aproximadamente 43%, de acordo com nosso modelo proprietário de dimensionamento de mercado. Meta, Nvidia, Microsoft, Alphabet e Amazon.com estão posicionadas para estar no centro do treinamento de grandes modelos de linguagem.

Caminhando para uma participação de 10-12% nos gastos totais com tecnologia

De acordo com nossa análise, a inteligência artificial generativa poderia expandir para 10-12% dos gastos totais com hardware, software, serviços de tecnologia da informação, publicidade e jogos até 2032, em comparação com menos de 1% hoje. O treinamento de plataformas de IA (criação de um modelo de aprendizado de máquina usando grandes conjuntos de dados) será fundamental, impulsionado inicialmente pelos gastos com servidores e armazenamento e, eventualmente, pela infraestrutura relacionada à nuvem. A adoção generalizada pode acelerar o ciclo de atualização para PCs e smartphones, especialmente à medida que modelos mais compactos, como o Gemini Nano do Google, são desenvolvidos para aparelhos móveis.

Novos segmentos podem surgir em software e jogos, incluindo assistentes de IA especializados, software de descoberta de medicamentos e bens virtuais. Pode haver o surgimento de oportunidades adicionais à medida que a tecnologia evolui.

O mercado de treinamento está a caminho de atingir US$ 470 bilhões

O mercado de treinamento deverá crescer mais rapidamente do que o mercado de inferência no curto prazo e poderá atingir US$ 470 bilhões até 2032. O uso de aceleradores de semicondutores deve se expandir à medida que mais empresas aumentam os investimentos na construção de seus próprios grandes modelos de linguagem (LLMs), semelhantes ao Llama da Meta, ao Gemini da Alphabet e ao ChatGPT da OpenAI. Servidores e armazenamento podem ser os segmentos mais proeminentes no curto prazo, à medida que as empresas expandem a infraestrutura de IA para lidar com o aumento das exigências computacionais. Eventualmente, a maioria das empresas pode buscar a nuvem pública para implantar suas cargas de trabalho de inteligência artificial generativa.

Os fornecedores de hiperescala, incluindo Meta, Microsoft, Alphabet, Nvidia e Amazon.com, provavelmente estarão entre os principais facilitadores para o treinamento de LLMs.

Mercado de hardware prestes a atingir US$ 640 bilhões

Produtos de visão computacional e de IA conversacional surgirão como novas categorias para inferência, dada a disponibilidade de grandes modelos de linguagem para previsões específicas do domínio. Isso pode acelerar o crescimento no mercado de dispositivos de US$ 1 trilhão, no qual assistentes inteligentes e aparelhos pessoais conectados a celulares já constituem uma grande categoria. Uma infraestrutura de treinamento de IA será essencial para executar essas cargas de trabalho pesadas, criando demanda por servidores e armazenamento de alta capacidade. Melhorias em IA poderiam acelerar os ciclos de atualização para PCs, smartphones e outros aparelhos.

O hardware relacionado à IA poderá atingir US$ 640 bilhões até 2032, em relação a menos de US$ 40 bilhões em 2022. Microsoft, Apple, Alphabet, Nvidia e Amazon.com estão mais expostas à oportunidade.

Vendas de software crescerão US$ 318 bilhões

A crescente demanda por produtos de IA generativa poderia adicionar cerca de US$ 318 bilhões em gastos com software até 2032, crescendo 71% ao ano a partir de 2022. Cibersegurança, descoberta de medicamentos, assistentes de IA e fluxo de trabalho de programação estão entre as categorias de software mais propensas a impulsionar os gastos adicionais. Esperamos que a maioria dos produtos de software inclua um assistente de IA para aumentar a produtividade do usuário, e que os gastos com infraestrutura superem os de aplicativos.

O maior benefício pode vir na codificação de software, possivelmente aliviando a pressão da escassez persistente de desenvolvedores. Baseado no modelo da OpenAI, o GitHub Copilot da Microsoft (US$ 19 por usuário por mês para empresas) é um produto que fornece recomendações aos desenvolvedores, reduzindo substancialmente o tempo de codificação.

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner