BRAIP ads_banner

MP pede que TCU declare guerra aos negócios de Elon Musk no país

CasaNotícias

MP pede que TCU declare guerra aos negócios de Elon Musk no país

Estrelado por Wagner Moura e Kirsten Dunst, “Guerra Civil“ chega aos cinemas
O ‘fluxo de eventos’ do fundo bilionário da Lava Jato, segundo relatório da PF; entenda
83% da população do RS vive em cidades sob calamidade pública; veja lista | Brasil

Continua após publicidade

O subprocurador-geral do Ministério Público no TCU, Lucas Furtado, protocolou um pedido à Corte de Contas para apurar os negócios da SpaceX no Brasil. Ele quer esclarecer se há contratos da Starlink, provedora de internet via satélite, com o governo federal e, caso existam, pede a extinção das negociações “por conta da violação à soberania nacional defendida pelo sr. Elon Musk”.

“Recentemente afrontou a soberania do Estado Brasileiro, ao afirmar que não se submeteria às ordens judiciais emanadas do Supremo Tribunal Federal, em clara violação ao Estado de Direito”, escreveu Furtado.

O sub-procurador cita possíveis negócios da Starlink com o Exército e a Marinha; com Cortes, como o Tribunal de Justiça do Amazonas e o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins; e em outros órgãos como a Câmara Municipal de Palmelo, em Goiás.

Furtado ainda pede que seja analisada a possibilidade de proibir a atuação do X (ex-Twitter) no Brasil. Ele se refere à plataforma como “rede flagrantemente antissocial” e diz que é usada “como meio de ataque à democracia brasileira”.

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner