BRAIP ads_banner

Haddad é cobrado por evangélicos e Elmar diz que “perdeu ganhando” no caso Brazão

CasaNotícias

Haddad é cobrado por evangélicos e Elmar diz que “perdeu ganhando” no caso Brazão

“Tenho absoluta convicção de sua inocência, mas será cassado“, diz Eduardo Cunha sobre Brazão
Mesmo com orientação contra, 7 deputados do PL votam para manter Chiquinho Brazão preso
Sob risco de perder mandato, Chiquinho Brazão completa um mês preso nesta semana

O aniversário do presidente nacional do Republicanos, Marcos Pereira, uniu na noite de quarta-feira (10) políticos de direita e de esquerda na capital federal.

O encontro teve as presenças dos principais candidatos à sucessão do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, bem como ministros do governo petista.

Um deles foi o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que protagonizou uma cena inusitada.

Logo na chegada ao evento, Haddad foi cobrado por deputados evangélicos sobre a derrubada de isenção fiscal a líderes religiosos.

Ao ser abordado pelo deputado federal Cezinha de Madureira (PSD-SP), por exemplo, Haddad pediu maior diálogo “pelo amor de Deus”.

O ministro ainda chamou o parlamentar de “meu anjo”, em uma tentativa de sensibilizar o deputado federal, que é pastor evangélico.

O assunto é delicado na Câmara dos Deputados, sobretudo no momento em que a popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está em baixa.

Ainda no evento, o líder do União Brasil, Elmar Nascimento (BA), favorito de Lira para a sua sucessão, justificou o seu voto a favor da revogação da liberação de Chiquinho Brazão (União-RJ), apontado como um dos mandantes do assassinato de Marielle Franco.

Apesar da irritação de deputados de esquerda, Elmar avaliou a parlamentares presentes que “perdeu ganhando”.

Ou seja, perdeu a votação, mas fez um aceno importante a parlamentares de direita, sobretudo do PL, no momento em que o partido define se lançará candidatura própria.

Na festa, também houve o encontro entre dois adversários na disputa municipal no Rio de Janeiro.

O pré-candidato do PL, Alexandre Ramagem, teve uma conversa com o deputado federal Pedro Paulo (PSD-RJ), cotado para ser candidato a vice-prefeito de Eduardo Paes (PSD).

Uma testemunha do encontro brincou que Pedro Paulo seria um bom candidato a vice-prefeito de Ramagem. Os dois riram.

Os deputados Alexandre Ramagem e Pedro Paulo na festa de Marcos Pereira / Arquivo Pessoal

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner