BRAIP ads_banner

Governo exonera primo de Lira do comando do Incra

CasaNotícias

Governo exonera primo de Lira do comando do Incra

Governo retira cláusula em acordo com servidores federais
Governo Central deve ter superávit de R$ 1,3 bi em março, com alta de 10% na receita líquida, diz Ipea
Haiti estabelece conselho para governo de transição em meio à crise de segurança

Wilson Cesar de Lira Santos, primo do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, foi exonerado nesta terça-feira (16) do cargo de superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) de Alagoas.

A exoneração ocorre na semana seguinte ao embate que Lira teve com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, no qual Lira o chamou de “desafeto pessoal” e “incompetente”.

Como a CNN mostrou, o desentendimento teve como pano de fundo a disputa por recursos do Orçamento federal.

E também no momento em que o MST deflagra o “Abril Vermelho”, onda de ações para pressionar o governo pela reforma agrária. Até a noite desta segunda-feira (15), o grupo contabilizava 24 invasões de terras.

O MST pedia desde o início do governo a exoneração do primo de Lira.

Procurado, o Ministério do Desenvolvimento Agrário, a quem o Incra é subordinado, informou à CNN que se trata de uma troca normal de um cargo de confiança que já estava prevista e não tem relação com o embate entre Lira e Padilha.

Questionado sobre o motivo da troca, o Incra ainda não se manifestou.

Procurado pela reportagem, Arthur Lira não se manifestou ainda.

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner