BRAIP ads_banner

Champions League reforça a segurança depois de receber ameaça terrorista

CasaNotícias

Champions League reforça a segurança depois de receber ameaça terrorista

Brasileiro chora ao receber prêmio “Jogador do Mês“ da Premier League
Busca Busca, loja no Brás, faz sucesso e tem filas grandes com empresário chinês que tem milhões de seguidores no TikTok
Perda de músculos começa naturalmente aos 40 anos e afeta a expectativa de vida; veja como reverter

A União das Associações Europeias de Futebol (UEFA) afirmou nesta terça-feira, 9, que a segurança nos jogos da Champions League desta semana será reforçada, após os estádios receberem ameaças de ataque publicadas por um meio de comunicação que apoia o Estado Islâmico (EI).

As postagens realizadas pelo grupo pró-EI não se referiram especificamente a nenhum jogo ou evento esportivo, mas imagens do Estádio Emirates, em Londres, dos Estádios Bernabeu e Metropolitano, em Madri, e do Estádio Parc des Princes, em Paris, foram anexadas ao post de ameaça.

Apesar disso, a UEFA decidiu não cancelar os jogos das quartas de final do campeonato de futebol, que acontecerão nas três cidades europeias.

“A UEFA está ciente das supostas ameaças terroristas feitas aos jogos desta semana na Champions League e está em estreita comunicação com as autoridades dos respectivos locais de jogos”, disse um porta-voz da UEFA.

O grupo que realizou as postagens não é oficialmente vinculado ao Estado Islâmico. No entanto, existe a possibilidade das ameaças terem sido publicadas a pedido do grupo extremista, já que seu líder sugeriu recentemente que a ligação entre suas mídias oficiais e seus apoiadores era bastante próxima.

Continua após a publicidade

O que disseram as autoridades

França e Espanha confirmaram que as medidas de segurança serão alteradas e “consideravelmente reforçadas”, segundo Gérald Darmanin, ministro do Interior da França.

O ministro francês também lembrou que há apenas 10 dias atrás o Estado Islâmico publicou uma foto do estádio de Munique, na Alemanha, afirmando que medidas deveriam ser tomadas contra os locais que serão sede dos jogos de futebol. “Visto a importância da Champions League para o futebol, é claro que nós estamos conversando com nossos parceiros”, completou Darmanin, se referindo aos outros países sede da competição esportiva.

A porta-voz do governo da Espanha, Pilar Alegría, pediu “calma” em relação aos jogos de Madri, alegando que “mais de 2 mil policiais e guardas civis” estarão presentes nos estádios durante os dois jogos que acontecerão na cidade nesta semana.

A prefeita de Madri, Inmaculada Sanz, também se pronunciou sobre as ameaças, afirmando que o nível de alerta para terrorismo na Espanha é quatro de cinco, o que configura alto risco, mas que “esses discursos são geralmente propaganda para gerar medo”.

“Tanto as forças de segurança quanto os serviços de inteligência estão estudando qualquer possível ameaça, mas não há nada que nos faça prever uma situação de risco especial”, completou Sanz.

O Arsenal enfrenta o Bayern Munich em Londres nesta terça-feira, e o vice-comissário da Polícia Metropolitana local, Ade Adelekan, afirmou que as autoridades de segurança estão cientes das ameaças aos jogos de Londres e da Europa no geral. “No entanto, quero tranquilizar o público de que temos um plano de policiamento robusto para o jogo desta noite e continuamos a trabalhar em colaboração com a equipe de segurança do clube para assegurar que o jogo aconteça tranquilamente”, garantiu Adelekan.

No mês passado, a ministra do Interior da Alemanha, Nancy Faeser, afirmou que os “perigos atingiram um novo nível” e que “o estado está se armando mais fortemente contra todas as ameaças atuais”. A Alemanha será sede do Campeonato Europeu de Futebol em 2024.

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner