BRAIP ads_banner

Acordo com a Globo pode fazer Palmeiras e São Paulo lucrarem mais de R$ 100 milhões e Flamengo deixar de ganhar quase R$ 400 milhões; entenda

CasaNotícias

Acordo com a Globo pode fazer Palmeiras e São Paulo lucrarem mais de R$ 100 milhões e Flamengo deixar de ganhar quase R$ 400 milhões; entenda

No embalo do clássico, Atlético-MG tenta repetir feito de 2013 na Libertadores
Rússia destrói maior usina elétrica de Kiev com ataques aéreos
Atriz está grávida do segundo herdeiro da família Marinho

O acordo da Liga do Futebol Brasileiro (Libra) com a Globo para a transmissão dos jogos do Brasileirão de 2025 a 2029 fará com que alguns clubes arrecadem menos com direitos de transmissão a partir do próximo ano e dará mais dinheiro a outras equipes. Assinado no mês passado, o contrato não é vantajoso financeiramente ao Flamengo, como mostrou ao Estadão, e ao Grêmio. O Corinthians, este que ainda não assinou o acordo e avalia outras propostas, também pode perder dinheiro.

O Estadão teve acesso a informações e números que circularam entre os clubes depois do acerto da Libra com a Globo. A projeção é de que, em 2025, Flamengo arrecade R$ 198 milhões e o Grêmio, R$ 145 milhões. Como comparação, os dois faturaram, respectivamente, R$ 275 milhões e R$ 170 milhões com direitos de televisão. Ou seja, o time carioca e o gaúcho perderiam R$ 386 milhões e R$ 126 milhões, respectivamente, em cinco anos, já que o acordo termina em 2029.

A projeção a que a reportagem teve acesso se baseia em três critérios: igualitário, audiência e performance. A audiência levada em consideração foi a de 2021 e o desempenho é relativo à posição em que cada clube terminou a edição passada do Brasileirão. Como o Palmeiras foi campeão, as cifras sobem.

Tanto Flamengo quanto Grêmio passarão a receber menos dinheiro com a venda da transmissão de seus jogos como mandante por causa da derrubada do chamado mínimo garantido referente ao pay-per-view. Esse privilégio é concedido apenas a Flamengo e Corinthians no contrato em vigor, válido para o ciclo entre 2019 e 2024, e ao Grêmio, que tinha a garantia que a porcentagem de cadastros de torcedores como assinantes no PPV seria aplicada sobre o bolo total de receita do pay-per-view.

Caso assine com a Globo, o Corinthians deve receber R$ 173 milhões em 2025, valor inferior aos R$ 187 milhões que levou no ano passado. Em cinco anos, o clube alvinegro deixaria de ganhar R$ 71 milhões.

Dirigentes dos clubes que compõem a Libra em reunião em São Paulo Foto: Libra/Divulgação

O contrato com a Globo é de exclusividade, terá duração de cinco anos e foi fechado por R$ 6,5 bilhões, que serão pagos durante a vigência do acordo, que prevê a transmissão em todas as plataformas – TV aberta e fechada, streaming e pay-per-view – dos jogos, na condição de mandantes, de Atlético-MG, Bahia, Flamengo, Grêmio, Palmeiras, Red Bull Bragantino, Santos, São Paulo e Vitória.

O acordo com a emissora renderá R$ 1,3 bilhão por ano, tanto da TV aberta quanto fechada e pay-per-view, para os membros da Libra apenas se nove clubes que compõem o bloco estiverem na Série A. Sem o Corinthians, time de segunda maior torcida do País, o valor pago pela Globo cai em cerca de 10% e as equipes receberiam aproximadamente R$ 1,17 bilhão anualmente na divisão de receitas. Se houver oito clubes em 2025, caso o Santos não volte à elite do futebol brasileiro, por exemplo, haverá um decréscimo de mais 11%, abaixando a receita para R$ 1 bilhão.

Quanto vão ganhar Palmeiras e São Paulo?

Pela venda dos direitos de transmissão de suas partidas, Palmeiras e São Paulo receberam R$ 163 milhões e R$ 112 milhões no ano passado, respectivamente. Em 2025, a previsão é de que o acordo com a Globo renda mais dinheiro para os dois paulistas. O clube alviverde deve ganhar R$ 191 milhões e a equipe tricolor, R$ 150 milhões. Em cinco anos, o saldo seria positivo, de R$ 142 milhões para o clube administrado por Leila Pereira, e de R$ 191 milhões para a agremiação presidida por Julio Casares.

A arrecadação com os direitos de transmissão será distribuída entre os clubes a partir de regra aprovada em uma Assembleia Geral da Libra: 40% de modo igualitário, 30% por performance (posição na tabela do Brasileirão) e 30% por audiência. Caberá ainda um repasse de 3% do valor total para os clubes do grupo que estiverem na Série B, como forma de estimular a competitividade. Todos clubes que acertaram com a Globo receberam 10% de adiantamento, a pedido dos dirigentes.

Acordo com a Globo vai render mais dinheiro a Palmeiras e São Paulo em 2025
 Foto: Alex Silva/Estadão

O contrato com a Globo prevê o repasse 40% da receita líquida gerada pela venda de seus pacotes de pay-per-view. No PPV, 45% será compartilhado de forma igualitária para todos, 25% conforme a colocação na tabela do Brasileirão e 30% com base no percentual de torcedores de cada clube cadastrado como assinantes.

Além dos oito times da Série A e do Santos, também fazem parte da Libra ABC, Brusque, Guarani, Ituano, Mirassol, Novorizontino, Paysandu, Ponte Preta e Sampaio Corrêa.

Do outro lado, a Liga Forte União (LFU) reúne Internacional, Cruzeiro, Fluminense, Vasco, Athletico-PR, AtléticoGO Botafogo, Goiás, Fortaleza, América-MG, Cuiabá, Criciúma e Juventude, na Série A; além de e Sport, Ceará, Avaí, Chapecoense, Coritiba, CRB, Vila Nova, Londrina, Tombense, Figueirense, CSA e Operário. O grupo é assessorado pela XP Investimentos.

Veja a projeção de quanto os clubes da Libra devem receber da Globo em 2025

  • Flamengo: R$ 198 milhões (recebeu R$ 275 milhões em 2023);
  • Palmeiras: R$ 191 milhões (recebeu R$ 163 milhões em 2023);
  • *Corinthians: R$ 173 milhões (recebeu R$ 187 milhões em 2023);
  • São Paulo: R$ 150 milhões (recebeu R$ 112 milhões em 2023);
  • Grêmio: R$ 145 milhões (recebeu R$ 170 milhões em 2023);
  • Atlético Mineiro: 138 milhões (recebeu R$ 121 milhões em 2023);
  • Red Bull Bragantino: R$ 104 milhões (recebeu R$ 86 milhões em 2023);
  • Bahia: R$ 95 milhões (recebeu R$ 72 milhões em 2023);
  • Santos: R$ 87 milhões (recebeu R$ 64 milhões em 2023).

*O Corinthians foi o único clube da Libra que ainda não vendeu os direitos de transmissão de suas partida. A projeção foi feita caso o time assine com a Globo.

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner