BRAIP ads_banner

“Que História É Essa, Porchat?“: relembre as histórias premiadas do programa

CasaNotícias

“Que História É Essa, Porchat?“: relembre as histórias premiadas do programa

Conheça a verdadeira história da Revolução Constitucionalista
Filme “Carta para Deus” foi inspirado na história do filho do roteirista
Os maiores artilheiros da história do Campeonato Brasileiro

Um dos talk shows brasileiros de maior sucesso, o “Que História É Essa, Porchat” se tornou conhecido por expor um lado da vida dos famosos, até então, desconhecidos pelo público.

Com histórias cômicas de situações inesperadas, algumas com um toque inusitado ou desesperador, o programa também se tornou um espaço para que pessoas da plateia pudessem compartilhar seus grandes perrengues, histórias de amor ou acontecimentos mais traumáticos.

Lançado em 2019 e com cinco temporadas, até o momento, mais de 400 convidados já passaram pelo programa, somando 172 episódios e mais de 900 relatos.

Em março deste ano, o programa ainda realizou uma premiação para definir algumas das melhores histórias que já passaram por lá.

Confira as histórias que foram premiadas pelo “Que História É Essa, Porchat?”:

História mais engraçada – Heloisa Périssé  com “Alô, Sergio?”

Na história que pertence à segunda temporada, Heloisa Périssé divertiu o público ao relembrar um episódio em que precisou de ajuda de seu ginecologista. Incomodada por uma coceira íntima, a atriz entrou em desespero e ligou para o contato que julgou ser o de seu médico. No entanto, Heloisa percebeu tarde demais que estava conversando com um diretor de cinema.

História mais maluca – Izabela com “Batalha do Melocoton”

Uma das histórias contatas pela plateia, Izabela Severo divertiu os telespectadores ao contar sobre sua infância em m lar cristão. Ao observar algumas orações empolgantes que eram feitas por seu pai durante a madrugada, uma, em especial, marcou completamente a vida da jovem.

Melhor história de viagem – Ana Cruz com “A saga da Lua de Mel”

Outra história da plateia, nesta, Ana Cruz relembrou o dia em que aconteceu a sua tão desejada Lua de Mel. Porém, para sua infelicidade a ocasião tão especial contou com a presença de sua mãe — sendo apenas um dos detalhes que fizeram tudo dar errado.

Melhor história de perigo – Matheus com “Flamenguista doente”

Matheus Lima, outro representante da plateia, representou muitos fãs doentes por futebol! Fanático pelo Flamengo, o torcedor relatou o dia em que sua paixão pelo time fez com que ele fosse do estádio para o hospital.

 

Melhor história de bar – Deborah Secco com “Serviço de quarto”

Nesta categoria, que engloba as histórias contadas enquanto os famosos tomam um drink com Fábio Porchat, Deborah Secco relembrou a vez em que foi flagrada nua, em uma situação constrangedora, por um funcionário do hotel em que estava viajando com sua família.

 

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner