BRAIP ads_banner

Nível do Guaíba recua 12 centímetros em 24 horas para 4,43 metros neste domingo | Brasil

CasaNotícias

Nível do Guaíba recua 12 centímetros em 24 horas para 4,43 metros neste domingo | Brasil

‘Quilos Mortais Brasil’ narra jornada até cirurgia bariátrica, mas fala de obesidade adequadamente?
FMI piora projeção fiscal do Brasil em 2024 e não acredita em superávit com Lula
Campeão olímpico de vôlei pelo Brasil é entubado após complicação em quimioterapia

O nível do lago Guaíba segue baixando em Porto Alegre e, no início da manhã deste domingo (19) chegou a 4,43 metros no cais Mauá. A redução nas últimas 24 horas é de 12 centímetros.

O lago deve permanecer acima dos 4 metros até o início da próxima semana e acima da cota de inundação, que é de 3 metros, ao menos até o final do mês, devido a possibilidade de mais chuva.

Essa água, contudo, flui em direção à lagoa dos Patos, no sul do Rio Grande do Sul, e aumenta a cheia em cidades como Rio Grande e São José do Norte, antes de desembocar no Atlântico.

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul divulgou na noite de quinta-feira (16) um alerta para a continuidade da elevação dos níveis da lagoa dos Patos.

Em previsão atualizada, o Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) indica cheia duradoura, com redução lenta dos níveis do Guaíba abaixo dos 5 metros.

A inundação histórica provocada pelas recentes chuvas no Rio Grande do Sul alagou ao menos 303 mil edificações residenciais e 801 estabelecimentos de saúde em 123 cidades, indicam dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da UFRGS.

As fortes chuvas do Rio Grande do Sul causaram ao menos 155 mortes, de acordo com atualização deste sábado (19). O número pode aumentar nos próximos dias, já que ainda há 94 desaparecidos.

As mortes ocorrem em 44 cidades, conforme a Defesa Civil, e há 806 feridos.

No total, 461 municípios foram afetados, sendo que 77.199 pessoas estão desabrigadas e 540.192 ficaram desalojadas.

— Foto: Gilvan Rocha/Agência Brasil

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner