BRAIP ads_banner

‘My name is Eduardo Girão’: senador agradece Elon Musk no plenário e bilionário responde

CasaNotícias

‘My name is Eduardo Girão’: senador agradece Elon Musk no plenário e bilionário responde

Funcionário vai auxiliar deficientes em supermercados
Nos pênaltis, Real Madrid elimina Manchester City e vai à semifinal da Champions League
Guaíba atinge impressionantes 5,22 metros em Porto Alegre; novo mapa mostra áreas afetadas

O senador Eduardo Girão (Novo-CE) discursou em inglês no plenário do Senado para agradecer o apoio de Elon Musk, dono do X (antigo Twitter), “à liberdade de expressão” após embates com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. O bilionário compartilhou o vídeo do parlamentar e respondeu: “Não tem de quê” (em tradução para o português).

Girão disse, na terça-feira, 9, que a posição de Musk “contra decisões autoritárias são um reforço para o retorno da democracia no Brasil”. Para ele, o povo brasileiro está “sufocado pelo medo” e as críticas do empresário a Moraes “servem como uma chama de esperança”.

Na publicação em que compartilhou o vídeo, o senador ainda reforçou o convite ao empresário e ao jornalista Michael Shellenberger, que revelou o “Twitter Files Brazil”, para participarem da audiência pública da Comissão de Segurança Pública que vai discutir as acusações dos documentos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Ficaríamos honrados em ter vocês para falar sobre os escândalos de arquivos do Twitter que expõem a censura política em nosso país”, escreveu Girão.

‘Muito obrigado, senhor Elon Musk’, disse Girão durante discurso em inglês. Foto: Wilton Junior/Estadão

Desde o último sábado, 6, o dono do X tem questionado o magistrado na rede pelas determinações de suspensão de perfis de investigados por disseminação de fake news e atos antidemocráticos. “Por que você está exigindo tanta censura no Brasil?”, escreveu Musk.

O bilionário ainda chamou Moraes de ditador após ser incluído no inquérito das milícias digitais como investigado por “dolosa instrumentalização” da plataforma. Na quarta-feira, 10, ele ainda disse que o X respeita as leis do Brasil, mas deve recusar ordens que as contrariem.

No mesmo dia, em sessão do Supremo, Moraes disse que “alguns alienígenas” passaram a conhecer “a coragem e seriedade do Poder Judiciário brasileiro” e foi defendido pelo decano da casa, Gilmar Mendes, que disse que o colega tem sido alvo de “injustas agressões físicas e virtuais”.

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner