BRAIP ads_banner

Medalhistas de ouro do atletismo ganharão quase R$ 254 mil em Paris 2024

CasaNotícias

Medalhistas de ouro do atletismo ganharão quase R$ 254 mil em Paris 2024

São Paulo atinge 900 mil casos de dengue, cerca de 25% dos registros no Brasil
São Paulo terá mais 3,3 mil táxis e duas novas categorias; entenda
Mais de 10 mil mulheres morreram em Gaza desde o início da guerra, diz ONU

A World Athletics (WA) se tornará o primeiro órgão regulador do esporte internacional a conceder prêmios em dinheiro aos medalhistas de ouro olímpicos do atletismo a partir dos Jogos de Paris 2024, segundo comunicado da federação, nesta segunda-feira (8). Um prêmio de US$ 2,4 milhões, cerca de 12 milhões de reais foi reservado pela WA da alocação de participação nas receitas do Comitê Olímpico Internacional (COI) que recebe a cada quatro anos para recompensar os atletas.

Os atletas que ganharem o ouro em cada uma das 48 provas de atletismo em Paris receberão US$ 50 mil, quase R$254 mil reais. As equipes de revezamento receberão o mesmo valor para dividir entre os atletas.

“A introdução do prêmio em dinheiro para os medalhistas de ouro olímpicos é um momento crucial para o Atletismo Mundial e para o atletismo como um todo, ressaltando nosso compromisso em capacitar os atletas e reconhecer o papel crítico que desempenham no sucesso de quaisquer Jogos Olímpicos”, disse o presidente Sebastian Coe, da WA, em um comunicado.

“Embora seja impossível atribuir um valor comercial à conquista de uma medalha olímpica, ou ao compromisso e foco necessários para representar o seu país nos Jogos Olímpicos, penso que é importante começarmos por algum lado e garantir que algumas das receitas geradas pelos nossos atletas nos Jogos Olímpicos são devolvidos diretamente àqueles que fazem dos Jogos o espetáculo global que são”, acrescentou Coe.

Tradicionalmente, os vencedores de medalhas olímpicas não recebem prêmios em dinheiro, pois o evento se originou como uma competição amadora. WA afirma que está empenhada em estender a iniciativa de bônus aos medalhistas olímpicos de prata e bronze nos Jogos Olímpicos de Los Angeles 2028. No Brasil, o COB determinou valores que pagará aos atletas, sendo que no individual, o valor é de R$ 350 mil.

A estrutura e o formato das recompensas desses Jogos serão confirmados posteriormente. Mais tarde, Coe disse aos repórteres que discordava que este incentivo financeiro promovesse a trapaça, enfatizando, em vez disso, a importância de destacar as habilidades dos melhores atletas do mundo. “Isso reflete a visão da World Athletics de que os atletas – nossos atletas representam 20% do número nos Jogos Olímpicos – deveriam ser reconhecidos”, disse ele. “Reconheço que muitos campeões olímpicos receberão dinheiro, apoio financeiro, de uma série de organizações, sejam governos, seja o Comitê Olímpico Nacional, sejam parceiros comerciais, isso não é de forma alguma para ofuscar o Olímpico Jogos, é apenas o Atletismo Mundial, uma federação, e eu sou o único responsável por isso.”

Os Jogos Olímpicos começam oficialmente em Paris em 26 de julho e vão até 11 de agosto.

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner