BRAIP ads_banner

Governo irá propor meta de déficit zero em 2025, diz Haddad

CasaNotícias

Governo irá propor meta de déficit zero em 2025, diz Haddad

Coreia do Norte faz teste de ogivas de mísseis de cruzeiro, diz KCNA
O dia que não acabou: Trauma e cheiro de morte nos locais atacados pelo Hamas no sul de Israel
Prates ganha fôlego na Petrobras com apoio do Senado e solução para dividendos

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, confirmou que o governo federal deve propor uma nova meta fiscal para 2025. Segundo o ministro, a nova meta que deve ser apresentada na Lei de Diretrizes Orçamentárias é a de déficit zero, a mesma de 2024. O novo objetivo fiscal é meio ponto menor que o previsto no arcabouço fiscal, previamente definido em superávit primário de 0,5% do PIB.

“Não costumamos antecipar antes da entrevista oficial, mas o dado já foi vazado. A meta é de déficit zero para 2025”, disse Haddad na tarde desta segunda-feira, 15, em entrevista à Globonews. Por volta das 17h, o governo entrega para o Congresso Nacional o projeto da LDO para o próximo ano.

A equipe econômica já tinha adiantado nas últimas semanas que seria necessária a revisão da meta fiscal para um objetivo mais factível, porém a revisão foi acima do esperado. O arcabouço fiscal, nova âncora fiscal que substitui o teto de gastos, fixou metas de resultado primário com uma margem de tolerância de 0,25% para mais ou para menos.

Haddad afirmou que o país vive um problema crônico na área fiscal e que o governo conta com a ajuda do Congresso e do Judiciário para aprovação de medidas que olhem para um equilíbrio entre receitas e despesas. O ministro lembrou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre revisão da vida das aposentadorias, tese negada pela Corte. Segundo o ministro, essa decisão que influenciaria nos gastos previdenciários permitiu que o governo mantivesse a meta de déficit zero para 2024 e que não precisasse revisar para déficit em 2025.

Segundo o ministro, o governo ainda persegue um superávit primário na gestão de Lula, para 2026.

Continua após a publicidade

Tramitação

A LDO é um projeto que baliza as metas para o Orçamento do próximo ano e, constitucionalmente, precisa ser apresentada até 15 de abril de cada ano e sua votação é necessária para que o Congresso entre em recesso. A peça orçamentária é apresentada pelo governo até 31 de agosto, e deve ser aprovada ao fim de cada ano para que o Orçamento entre em vigor no ano seguinte.

No texto da LDO, além de toda a discussão sobre meta, a LDO apresenta projeções do governo para o Produto Interno Bruto, reajuste de salário mínimo e cronograma para a execução das emendas parlamentares (individuais e de bancada).

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner