BRAIP ads_banner

TSE ordenou remoção de post do UOL com matéria que falava sobre Moraes

CasaNotícias

TSE ordenou remoção de post do UOL com matéria que falava sobre Moraes

Waack: Moraes e o “tempo em que éramos felizes e não sabíamos“
Moraes suspende norma do CFM que impedia procedimento pré-aborto em gestações com mais de 22 semanas
Moraes autoriza depoimentos de representantes do X no Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ordenou a exclusão de uma notícia veiculada pelo jornal Folha de São Paulo e compartilhada nas redes sociais pelo site Universo Online (UOL).

A ordem consta no documento divulgado na quarta-feira (19) por um comitê da Câmara dos Estados Unidos a respeito de decisões sigilosas do TSE e do Supremo Tribunal Federal (STF).

A postagem excluída era referente a um texto do jornal sobre o vazamento de dados do ministro Alexandre de Moraes em grupos bolsonaristas em novembro de 2022. O site compartilhou a matéria em sua conta no então Twitter, atual X.

A decisão foi tomada em 20 de novembro de 2022 por Marco Antonio Martin Vargas, juiz auxiliar da Presidência do Tribunal Superior Eleitoral. A decisão fazia referência à divulgação do número de telefone de Moraes.

O juiz, então, ordenou ao Twitter que promovesse a “imediata remoção” de algumas postagens. Entre elas, estava a do site, que compartilhava a matéria do jornal, a qual não informava nenhum dado sensível de Moraes.

Cinco dias depois, o mesmo juiz voltou atrás. “Diante da Informação ID 158440818 prestada pela Assessoria Especial de Enfrentamento a Desinformaçao, reconsidero a decisao ID 158396395 para fazer excluir a materia do jornal Folha de Sao Paulo, pelo perfil @UOLNoticias (URL: https://twitter.com/UOLNoticias/status/1593356561119780864?t=3XFfKDIX) da determinação. lntime-se a plataforma Twitter”, escreveu Vargas em 25 de novembro de 2022.

A CNN tenta contato com o TSE a respeito da decisão de 2022.



Fonte: Externa

BRAIP ads_banner