BRAIP ads_banner

Petróleo sobe quase 1% com tensões no Oriente Médio, mas tem perda semanal

CasaNotícias

Petróleo sobe quase 1% com tensões no Oriente Médio, mas tem perda semanal

Tribunal decide que ex-vice do Equador teve prisão ilegal, mas deve seguir atrás das grades
“Tenho absoluta convicção de sua inocência, mas será cassado“, diz Eduardo Cunha sobre Brazão
Exercício físico é fundamental para o manejo da obesidade, mas não pelos motivos que você pensa

O petróleo subiu cerca de 1% na sexta-feira, devido às tensões geopolíticas no Oriente Médio, mas registrou uma perda semanal devido a uma previsão “baixista” no crescimento da demanda mundial de petróleo da Agência Internacional de Energia (AIE) e preocupações com a desaceleração dos cortes nas taxas de juros dos EUA.

Os futuros do petróleo bruto Brent subiram US$ 0,71, a US$ 90,45 por barril, enquanto os futuros do WTI subiram US$ 0,64, para US$ 85,66.

Na semana, o Brent caiu 0,8%, enquanto o WTI recuou mais de 1%.

Durante a semana, os preços do petróleo se aproximaram de uma máxima de seis meses devido à preocupação de que o Irã, o terceiro maior produtor da Opep, possa retaliar um suposto ataque de um avião de guerra israelense à embaixada do Irã em Damasco na segunda-feira.

“O foco principal do mercado está na possibilidade de o Irã retaliar Israel”, disse Andrew Lipow, presidente da Lipow Oil Associates, citando temor de uma interrupção no fornecimento associada aos eventos no Oriente Médio.

Os EUA esperam um ataque do Irã contra Israel, mas um que não seja grande o suficiente para levar Washington à guerra, de acordo com uma autoridade dos EUA.

Fontes iranianas disseram que Teerã sinalizou uma resposta com o objetivo de evitar uma escalada maior.

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner