BRAIP ads_banner

O que sabemos sobre o roubo de 2007 que colocou O.J. Simpson atrás das grades

CasaNotícias

O que sabemos sobre o roubo de 2007 que colocou O.J. Simpson atrás das grades

SPFW N57: veja o que o público está vestido fora das passarelas
Justiça de São Paulo autoriza início das operações do “ônibus aquático“ na Represa Billings
Maioria das UFs já vê queda em casos de dengue, mas nova epidemia é esperada para este ano

OJ Simpson, o ex-astro e locutor da NFL cujas conquistas atléticas e fama foram eclipsadas por sua absolvição em 1995 nos assassinatos brutais de sua ex-esposa, Nicole Brown Simpson, e seu amigo Ron Goldman, morreu de câncer, anunciou sua família nesta quinta-feira (11).

O ex-jogador foi libertado da prisão em 2017, depois de cumprir cerca de nove anos de uma pena de 33 anos por sequestro e assalto à mão armada em Las Vegas.

No roubo de 2007, Simpson fazia parte de um grupo que invadiu um hotel e cassino para roubar memorabilia esportiva de dois traficantes sob a mira de uma arma.

Simpson foi condenado por acusações que incluem sequestro, assalto à mão armada e agressão com arma mortal. O ex-astro universitário e do futebol profissional disse em sua sentença que estava tentando recuperar heranças de família e outros itens pessoais que haviam sido roubados dele, e alegou que não sabia que os outros portavam armas.

Durante seus anos na prisão, Simpson passou o tempo jogando Fantasy Football, treinando softball e, pelo menos no início, comendo muita junk food, segundo guardas e um presidiário que estavam lá com ele.

Simpson obteve liberdade condicional antecipada em 2021, de acordo com o Departamento de Segurança Pública de Nevada.

Simpson passou a vida inteira sob os holofotes, primeiro por suas habilidades atléticas na faculdade e na NFL, depois como ator, e depois como suspeito do assassinato de sua ex-esposa.

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner