BRAIP ads_banner

O que é glaucoma avançado? Entenda doença enfrentada pelo cantor Marrone

CasaNotícias

O que é glaucoma avançado? Entenda doença enfrentada pelo cantor Marrone

STJ: Pessoa com Alzheimer só tem direito à isenção de IR quando doença causa alienação mental | Legislação
Gordura no fígado: veja riscos e como tratá-la; doença avança sem dar sinais
5 erros para evitar na hora da dieta

Na última segunda-feira, 17, o cantor Marrone foi submetido a uma cirurgia de emergência nos olhos para tratar um glaucoma avançado. A doença ocorre quando há o aumento da pressão intraocular, que pode danificar o nervo óptico, estrutura ocular responsável por transmitir o que é visto para o cérebro.

Isso acontece de maneira progressiva, de forma que o glaucoma pode se desenvolver durante meses ou anos sem manifestar sintomas. Apenas quando o nervo é lesionado que os sinais começam a aparecer, sendo o principal deles a perda da visão periférica. Ou seja, a pessoa vê bem o que está na sua frente, mas não enxerga o que está dos lados.

Segundo Emílio Suzuki, presidente da Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG), um paciente chega ao estágio avançado da doença quando já tem uma perda de campo visual importante. “O campo visual periférico é reduzido, às vezes, a ponto de a pessoa enxergar através de uma visão tubular”, explica.

Assim como aconteceu com Marrone, os dois olhos costumam ser afetados, embora isso possa acontecer em intensidades diferentes. Segundo Suzuki, a cirurgia só é indicada quando os tratamentos clínicos, como uso de colírios e aplicação de laser, já não oferecem melhora significativa no quadro de um paciente.

O cantor Marrone teve diagnóstico de glaucoma Foto: @marrone via Instagram

Doença silenciosa, mas prevenível

O desequilíbrio da pressão intraocular acontece quando há problemas com a malha trabecular, uma membrana do olho responsável por regular esse aspecto drenando líquidos dos olhos. Quando essa estrutura não funciona corretamente e há o aumento da pressão, surge o glaucoma.

Como não causa dor nos olhos e a perda de visão leva um tempo para acontecer, o glaucoma é conhecido como uma doença silenciosa. É justamente por isso que sua prevenção é essencial: quando diagnosticado precocemente e tratado, a perda de visão é evitada. “O glaucoma não tem cura, mas pode ser estabilizado”, afirma Suzuki.

Ainda assim, o glaucoma é a quarta principal causa prevenível de cegueira ou deficiência visual no mundo, com cerca de 7,7 milhões de pessoas com problemas de visão causados pela condição, segundo a Organização Mundial da Saúde. No Brasil, ao menos 900 mil pessoas foram diagnosticadas com a doença.

Por isso, Suzuki ressalta a importância do acompanhamento anual com um oftalmologista. “A única maneira de saber se você tem glaucoma ou se você tem uma suspeita de glaucoma é indo ao oftalmologista. Então, a pró-atividade da população também é importante em buscar atendimento”, diz.

Segundo o especialista, há grupos mais suscetíveis ao glaucoma que devem estar ainda mais atentos aos exames de rotina. Entre eles, estão:

  • Pessoas negras;
  • Asiáticos;
  • Indivíduos com mais de 40 anos;
  • Míopes;
  • Diabéticos;
  • Hipertensos;
  • Portadores de doenças cardiovasculares ou cerebrovasculares;
  • Pessoas que possuem familiares com glaucoma.

Pelo SUS, estão disponíveis as consultas, os exames de avaliação e o tratamento para glaucoma. Para serem encaminhados a esses serviços, os pacientes devem, primeiro, procurar uma Unidade Básica de Saúde ou Unidade de Saúde da Família.

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner