BRAIP ads_banner

“Ataque diplomático“: ministro de Israel diz ter solicitado sanções contra o Irã a 32 países

CasaNotícias

“Ataque diplomático“: ministro de Israel diz ter solicitado sanções contra o Irã a 32 países

Na Cisjordânia, multidão recebe corpos de 14 vítimas mortas em ataque de Israel
EUA preveem ataque do Irã contra Israel, mas esperam não entrar na guerra
Irã confirma ataque de drones contra Israel

O ministro das Relações Exteriores de Israel disse nesta terça-feira (16) que está pedindo aos países que imponham sanções ao programa de mísseis do Irã e considerem o Corpo da Guarda Revolucionária iraniano como uma organização terrorista após o primeiro ataque direto do Irã a Israel na história.

O ministro Israel Katz afirmou ter enviado cartas a 32 países e conversou com vários homólogos, apelando-lhes para colocar sanções ao projeto de mísseis do Irã, “como forma de parar e enfraquecer” o país.

“Ao lado da resposta militar ao disparo de mísseis e drones, estou liderando um ataque diplomático contra o Irã”, disse o ministro Israel Katz, numa publicação nas redes sociais.

“Devemos deter o Irã agora, antes que seja tarde demais.”

Israel disse que responderia ao ataque de mísseis e drones do Irã realizado no último fim de semana, em meio a apelos de moderação por parte de aliados preocupados em evitar uma escalada do conflito no Oriente Médio.

Objetos são vistos no céu acima de Jerusalém depois que o Irã lançou drones e mísseis contra Israel / Ronen Zvulun/Reuters (14.abr.24)

As principais democracias do Grupo dos Sete já trabalhavam num pacote de medidas coordenadas contra o Irã, segundo o primeiro-ministro britânico Rishi Sunak.

(Reportagem de Ari Rabinovitch; edição de Michael Perry)

Fonte: Externa

BRAIP ads_banner