9 truques para retomar seus objetivos após férias… sem stress | Estratégia

Rate this post

Acabou a multitarefa

O cérebro é projetado para se concentrar em uma atividade de cada vez. Nada acontece por que pensar em coisas de trabalho, enquanto você está correndo na esteira mecânica, mas se você fizer exercício para aumentar o seu rendimento desportivo (e não para relaxar, você tem que prestar atenção.

Estou fazendo tudo que posso?

Esqueça as típicas listas de tarefas pendentes. A excelência deve ser o seu objetivo final. Escreve: “Continuarei a correr um quilômetro mais depois da barreira da dor”, ou “eu vou fazer duas repetições mais depois do fracasso”. Quando fizer algo, táchalo da lista. Não te conformes com qualquer coisa.

Se eu sou constante, o lograré

A nossa maior desculpa para não nos apontar para uma corrida ou não enfrentar um desafio esportivo é a ansiedade que gera o próprio evento. No entanto, o bem ou o mal que o faça é o resultado direto dos esforços que tenha feito durante semanas, e não o que aconteça no dia da prova. Aplique nos treinos e os resultados virão sozinhos.

A saúde é primordial

Treinar não é fazer um uso egoísta do tempo. Sua saúde, seu trabalho, sua família e a sua felicidade dependem de seu bem-estar. O exercício físico não é um luxo, é uma necessidade. Considera o treinamento como um elemento fundamental para alcançar todos os seus objetivos, e assim, será menos provável que você pular.

Coloque o nome à dor

As emoções negativas fazem com que liberes cortisol, um hormônio que favorece o acúmulo de gordura. Ao colocar uma etiqueta para os seus sentimentos, você pode reduzir a sua intensidade e voltar a se concentrar em seus objetivos. Você está bravo? Não acontece nada. Reconhece-o e molda toda essa emoção em seu treinamento.

Eu sou quem escolhe

Não se trata de ser um vencedor ou um perdedor, mas de ter sempre o poder de escolher. Escreve: “só Tu és o dono de seu destino”. Se você flaquean as forças no ginásio, lembra-te que foste tu quem decidiu ficar mais em forma. Mais ainda: se você decidir deixá-lo, você estará negando o seu objetivo.

Eu vingue-se!

Você se lembra daquele professor que disse que nunca llegarías a nada na vida? Ou aquela ex que te humilhou? Escreve: “A vingança pode ser um excelente instrumento. Mas também não tem que ir a esmagar a seus antigos adversários: basta que você lembre-se e se alce sobre eles.

E se não pudesse?

Imagine por um momento que fosse em cadeira de rodas. Pense em como você se sente se você não forças capaz de fazer exercício. Tomar consciência de sua boa fortuna ajuda a que te esforces mais nos treinos.

Tudo depende de mim

Sempre há escolha. Ser excelente ou dar desculpas, mas não as duas coisas ao mesmo tempo. Os vencedores assumem o controle de seus treinos. Em vez de queixar-se do mau tempo ou da sua má sorte, procurar uma forma de seguir em frente. O que conta não é a situação, mas a maneira de reagir a ela. Coloque as pilhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *