Rate this post

9 maneiras de os psicólogos esportivos para motivar-se a si mesmos a fazer exercício

Um personal trainer pode ser capaz de manter seus músculos em forma, mas se o que te custa é manter a motivação para continuar a fazer exercício, algumas sessões com um psicólogo do esporte podem ajudá-lo e chegar a um melhor desempenho.

A psicologia do esporte é um campo especializado, que se concentra em como melhorar o bem-estar, o treinamento e o desempenho dos atletas do ponto de vista emocional e mental.

Mas até mesmo os psicólogos esportivos, por vezes, têm dificuldades para amarrar seus tênis. Então, aqui estão alguns de seus melhores dicas para manter uma rotina de exercício, apesar de se sentir cansado ou com falta de tempo.

1. Coloque-o primeiro em sua lista de tarefas pendentes.

“Sempre faço exercício, à primeira hora da manhã, desta forma nada no meu dia n vai interferir e boicotar a minha formação”, diz Jennifer Farrell, consultor e professor de psicologia da escola de esportes Shattuck-St. Mary’s School de Faribault, Minnesota.

Você não é uma pessoa matinal? Háztelo fácil na noite anterior: deixa preparado tudo o que você precisará pela manhã.

2. Lembre-se que às vezes não se trata apenas de ti.

“Eu penso sobre as necessidades do meu cão. Também quanto à atividade física, e isso ajuda-me a manter meu programa”, diz Amanda J. Visek, professora do departamento de ciências de nutrição e exercício na Escola de Saúde Pública de Washington.

Você não tem cão? Encontre um colega de ginásio ou um colega para ir a correr; é menos provável que falhe o flop em seu compromisso com o esporte, se alguém está esperando por você.

3. Programá-la para sua agenda

Com sócio ou não sócio, que trata o exercício como qualquer outra data de sua vida profissional ou sentimental, diz Visek.

“Ter uma hora já bloqueada em seu calendário fará realizar esportes pareça menos opcional,” diz ela.

Um personal trainer pode ser capaz de manter seus músculos em forma, mas se o que te custa é manter a motivação para continuar a fazer exercício, algumas sessões com um psicólogo do esporte podem ajudá-lo e chegar a um melhor desempenho.

A psicologia do esporte é um campo especializado, que se concentra em como melhorar o bem-estar, o treinamento e o desempenho dos atletas do ponto de vista emocional e mental.

Mas até mesmo os psicólogos esportivos, por vezes, têm dificuldades para amarrar seus tênis. Então, aqui estão alguns de seus melhores dicas para manter uma rotina de exercício, apesar de se sentir cansado ou com falta de tempo.

1. Coloque-o primeiro em sua lista de tarefas pendentes.

“Sempre faço exercício, à primeira hora da manhã, desta forma nada no meu dia n vai interferir e boicotar a minha formação”, diz Jennifer Farrell, consultor e professor de psicologia da escola de esportes Shattuck-St. Mary’s School de Faribault, Minnesota.

Você não é uma pessoa matinal? Háztelo fácil na noite anterior: deixa preparado tudo o que você precisará pela manhã.

2. Lembre-se que às vezes não se trata apenas de ti.

“Eu penso sobre as necessidades do meu cão. Também quanto à atividade física, e isso ajuda-me a manter meu programa”, diz Amanda J. Visek, professora do departamento de ciências de nutrição e exercício na Escola de Saúde Pública de Washington.

Você não tem cão? Encontre um colega de ginásio ou um colega para ir a correr; é menos provável que falhe o flop em seu compromisso com o esporte, se alguém está esperando por você.

3. Programá-la para sua agenda

Com sócio ou não sócio, que trata o exercício como qualquer outra data de sua vida profissional ou sentimental, diz Visek.

“Ter uma hora já bloqueada em seu calendário fará realizar esportes pareça menos opcional,” diz ela.

4. Você não gosta de algo? Não faça isso!

O fato de que todo mundo está obcecado com o ciclismo ou o CrossFit não quer dizer que sejam para ti, é normal, diz Brandonn S. Harris, professor e diretor do programa de psicologia do esporte na Universidade de Geórgia do Sul. Em seu lugar, encontrar algo que realmente te faça gostar. “É mais provável que se mantenha ativo quando você está fazendo isso por sua própria vontade que quando você faz algo influenciado por alguém”, conclui.

5. Aproveite o poder do pensamento positivo.

Se você está lutando para manter-se ativo, com certeza se você vem dizendo a si mesmo que você tem que fazer exercício. “Pode soar bobo, mas simplesmente dizendo a si mesmo a si mesmo que quer fazer exercício, marca a diferença”, diz Stephanie Pearl, psicoterapeuta de Nova York. Ele acrescenta que, se a idéia da própria atividade que não está recebendo o suficiente amplificado, tente se concentrar em um aspecto da mesma, como a música que você ouve durante o seu treino.

6. Concorda que não será sempre perfeito.

Sejamos realistas, alguns dias é difícil reunir a energia necessária para dar tudo. Você pode não fazer nada ou, por exemplo, reconhecer que não se sinta melhor e tentar fazer algo a um ritmo e intensidade, de acordo com o que pode. “É melhor uma corrida lenta do que ficar surpreso em frente à tv”, diz Pearl.

7. O Pártelo!

Não há tempo para ir ao ginásio ou sair para fazer esporte a longo prazo?

Os estudos sugerem que é possível obter os mesmos benefícios para a sua saúde através da atividade física durante três segmentos de 10 minutos, com 30 minutos de contínuo.

Leva três caminhadas de 10 minutos durante o dia, ou tenta fazer uma sessão de 20 minutos de ginástica pela manhã e outra de 10 minutos durante a noite.

“Cada passo conta”, diz Farrell. “Em vez de pensar: ‘eu não tenho 30 minutos, então nem me preocupar novamente’, é vê-lo como um de 10 e 15 minutos é melhor do que nada!”

8. Por que você quer treinar?

A resposta não deve ser nunca “porque se supõe que devo” ou “porque é o que você tem que fazer”, afirma Pearl. “Você tem que querer realmente e realmente saber por que quiser. Quanto mais claro e pessoal for seu objetivo, melhor.”

Farrell sugere ir um passo além e, literalmente, tirar a caneta do papel: escreva por que você está fazendo exercício e o que esperas conseguir, se se trata de mais energia para brincar com seus filhos ou de reduzir o risco de doenças do coração.

9. Concentre-se no resultado final

Claro que você pode se sentir meio morto e derrotado quando soa o alarme para um treino bem cedo pela manhã, mas lembre-se a grande energia que vai sentir depois, diz Harris.

E se você está treinando para médias e considerando deixá-lo do todo… lembre-se que cada passo que você dá aproxima-te do teu objectivo, que um incômodo leve é simplesmente um sinal de que seu corpo está cada vez mais forte e mais rápido.